ENTRE EM CONTATO (69) 3216-3770

Rede Goiana de Ouvidorias, presidida pela Ouvidora do MPGO, realiza o 3º Seminário Goiano de Ouvidorias

27 Setembro 2019
Rede Goiana de Ouvidorias, presidida pela Ouvidora do MPGO, realiza o 3º Seminário Goiano de Ouvidorias

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) esteve presente nesta terça-feira (25/9) no 3º Seminário Goiano de Ouvidorias, realizado na sede do Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO), no Setor Jaó. O evento, que contou com aproximadamente 400 inscrições pretende fortalecer as ouvidorias e, consequentemente, as instituições, proporcionando o aperfeiçoamento da administração pública.

Promovido pela Rede Goiana de Ouvidorias, estiveram presentes no evento os representantes das Ouvidorias do MP-GO, do Tribunal Regional do Trabalho, do Tribunal de Justiça, do Tribunal de Contas dos Municípios e do Estado de Goiás, Controladoria Geral, Secretaria de Saúde, conselheiros e ouvidores. Na abertura, o presidente do TCE-GO, Celmar Rech, falou sobre a busca constante por uma atuação harmônica entre as diversas ouvidorias, com o foco em bem servir ao público. “Ouvir o cidadão e, sobretudo, consolidar canais de interação, são passos indispensáveis e fundamentais para a prestação de bons serviços à sociedade”, salientou.

Na sequência, a Ouvidora-Geral do MP-GO, Orlandina Brito, destacou o papel das ouvidorias em estimular o controle social, propondo medidas de correção e prevendo e zelando pela transparência, auxiliando o poder público a fazer o que é correto. “Se não tivermos transparência, não temos como combater a corrupção. É importante a divulgação dos trabalhos da ouvidoria”, afirmou.

A ouvidora-geral acrescentou que as ouvidorias são locais para a resolução de conflitos, para promover a transparência, contribuindo para a melhoria dos serviços públicos. “Os ideais da ética e integridade têm espaço de destaque no processo de construção dos valores da ouvidoria, visando a efetividade dos direitos do cidadão, garantindo que serão respeitados”, ressaltou.

A primeira palestra abordada trouxe como tema a Mediação de Conflitos na Ouvidoria: Ferramentas para o Desenvolvimento da Cultura do Diálogo e da Convivência, a qual foi ministrada pela Coordenadora da Área de Ouvidoria da Federação Brasileira de Empresas de Consultoria e Treinamento (Febraec), Adriana Eugênia Alvim Barreiro, que discursou sobre o desenvolvimento da comunicação construtiva e o poder da persuasão. Ela apontou a Lei 13.140/2015 que dispõe sobre a mediação entre pessoas como meio de solução de divergências na administração pública. As soluções extrajudiciais representam o avanço do processo civilizatório da humanidade.

Ainda destacou a importância da ouvidoria como mediadora de conflitos, trazendo reflexões sobre o valor do diálogo em busca da melhor solução, enfrentando o problema e esclarecendo os interesses de cada um. “Precisamos ressignificar a atuação de profissionais das ouvidorias para, além de ouvir, encaminhar o assunto”, afirmou.

No turno vespertino, o ouvidor-geral da União adjunto, Fábio Valgas, falará sobre a Lei n° 13.709 - Proteção de Dados do Usuário, e o controlador-geral de Goiás, Henrique Ziller, traz o tema Controle Social. A palestra Relação com a Alta Gestão e Posicionamento encerra o seminário, e ficará a cargo da presidente da Associação Brasileira de Ouvidores do Distrito Federal (ABO-DF), Danielle Ventura. (Texto: Yasmin Bernardes – Estagiária de Assessoria de Comunicação Social do MP-GO / Foto: Brenda Bianca / Supervisão: Ana Cristina Arruda).

 

Fonte: MPGO







FALE CONOSCO

Tem alguma dúvida?

ENVIE UM CONTATO
MURAL

Deixe sua mensagem para o conselho

PARTICIPAR